Um Fantástico Conto de Natal

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Na passada quarta-feira, dia 8, o Colégio Catarina de Bragança levou à cena a peça "Conto de Natal", de Charles Dickens. A representação esteve a cargo de um "enorme e louco" grupo de pais, mães e avós. Como sempre, a brilhante adaptação e encenação teve assinatura da talentosa Sofia Santos. E, como também já vem sendo hábito, as fantásticas coreografias, que põem a cabeça dos mais pequenos (e não só) à roda, têm autoria do Professor Alexandre. O evento teve lugar na sociedade recreativa de Montelavar, com sala cheia e audiência ao rubro. A criançada amou e a crítica foi unânime "O melhor teatro de sempre!".


Para quem não sabe do que falo, esta foi mais uma festa de natal da escola dos nossos filhos, ou melhor, da nossa escola.Todos os anos, este é um ritual obrigatório, o teatro que os pais fazem para os filhos. Durante quase dois meses, às terças e quintas à noite, todos os caminhos vão dar à escola.Os ensaios começaram! 



Nunca fomos tantos como este ano. Entre actores, cenógrafos e afins, éramos cerca de 50 pessoas.



 Os que participam pela primeira vez, vão chegando com alguma timidez, penso que alguns até duvidam se estarão no "sítio certo".




 Mas rapidamente, todos acabam contagiados por uma febre de alegria e companheirismo indescrítivel. E no ano seguinte, estão de volta! A maleita pega-se mesmo.



Este ano, batemos o record de avós! Estavam todas divinais...





                                                                                     
É verdade que a maioria de nós já se conhece há vários anos,que nos cruzamos todos diariamente, que uns são mais próximos que outros, mas quando chegamos ao grande dia, sentimos que somos uma família dentro de outra bem mais vasta. No final, ainda nos camarins, já temos saudades...dos encontros, das gargalhadas, do riso ininterrupto, da forte cumplicidade que estabelecemos.

O mendigo acarinha o doce espírito do passado
Emily e o seu multifacetado marido..."fecha cortinas"


Uma grande acrobata e um grande espírito

Tudo isto é feito a pensar nos nossos meninos, sabendo de antemão o quanto eles gostam destas coisas. Ainda nós não decoramos metade do papel e já eles sabem a peça de cor, cantam as músicas de manhã à noite e ensaiam passos de dança em qualquer lado. Como eles vibram no dia da festa, esses nossos pequenos grandes fãs!



É por eles e para eles que todos damos o nosso melhor...


O nosso fabuloso Scrooge! E Emely, a sua brilhante e doce empregada!





Os espíritos que tão bem o assombraram...





Quando, no final, ouvimos os elogios dos nossos meninos, das famílias e amigos, sentimo-nos sempre abençoados”… Sabem porquê?
 Porque durante todo o tempo de ensaios e preparação da peça,as gargalhadas que damos e aquilo que nos divertimos, já nos pareceria mais do que suficiente para todos querermos e desejarmos voltar no ano seguinte, e no outro, e no outro…Apetece dizer  como  a nossa Mariana, que teve quatro filhos para assegurar a sua permanência no elenco durante muitos e bons anos!



As desconcertantes coreografias do Professor Alexandre

Alda e o seu Querubim, "perdidamente apaixonado"

Scrooge novo e Scrooge velho, namorada e espírito

Os mendigos

Mas tenho certeza que o sentimento mais comum é o de gratidão. Por um dia termos conhecido uma família que decidiu dar o seu contributo para melhorar o mundo, criando esta escola. Em nome do Chá de Sintra e de todo o Grupo de Teatro,
Obrigada, Colégio Catarina de Bragança!




O Testemunho de uma estreante;
Para quem se estreou nestas andanças, foi uma experiência inesquecível e que deixou um enorme desejo de repeti-la no próximo ano. Os bons momentos passados nos ensaios e a boa disposição do grupo, foram determinantes para sair de casa duas vezes por semana, depois de dias de trabalho, por vezes com muita chuva e frio, para nos juntarmos e ensaiarmos a peça.
Confesso que ao princípio tive medo de não corresponder à exigência, que estava habituada dos teatros dos anos anteriores, mas quando pisamos o palco sentimos uma união do grupo tão forte que nos transformamos.






Nunca me esquecerei do momento em que, ainda com as cortinas do palco fechadas e com o burburinho do público ansioso pelo espectáculo, o grupo se juntou para trocar votos de Boa Sorte!. Ficará para sempre gravado na  minha memória. Todos em roda, a falar baixinho e a bater palmas de encorajamento.
A verdade, é que somos um grupo de pais, sem experiência no mundo do teatro, mas que tem um lema em comum, proporcionar bons momentos aos nossos filhos. E eles ficam tão gratos por isso. Os meus filhos estavam tão orgulhosos, que falaram da peça durante alguns dias. Até decoraram as coreografias! Absorveram de tal forma, que certamente nunca mais a esquecerão.
Mas o mais engraçado, e para quem viu a peça, é que os ensaios decorreram de uma forma muito natural, não houve conflitos nem criticas destrutivas. Todos nós encarnamos os personagens de forma subtil e altamente profissional.


A nossa querida Sofia

O Coreógrafo Alexandre

E no final, a peça ficou perfeita, ninguém diria que tivemos uma dúzia de ensaios, recheados de boas gargalhadas.
Estamos todos de PARABÉNS!


5 comentários:

Pedro 13 de dezembro de 2010 às 23:46  

Lindo Lindo Lindo!
Divertimo-nos provavelmente mais do que quem estava a assistir e como foi representação única o sabor foi ainda melhor.
Beijinhos,
Ebenezer Scrooge

cha de sintra 14 de dezembro de 2010 às 23:09  

Lindo mesmo! Porque será que o resto do elenco não diz nada???? Oh, amigos queridos, digam qualquer coisa que nós gostamos...

Anónimo,  15 de dezembro de 2010 às 23:46  

Foi, de facto giríssimo! Ainda mais que nos espec-taculos dos anos passados, havis um ambiente de
alegria indescrestível! Parabéns!

Ester Cortegano,  16 de dezembro de 2010 às 01:11  

Uau, como estamos com um aspecto profissional, nestas fotografias! Os espíritos a pairar, as coreografias, o guarda-roupa, os cenários (incluindo o magnífico peru)!
Lindo!
Um grande beijinho da zombie despenteada Ester

Anónimo,  16 de dezembro de 2010 às 17:56  

Para mim foi uma estreia , e confesso que tive algumas dúvidas que conseguissemos fazer o espectáculo, mas no fim foi muito melhor do que poderia imaginar.

Adorei participar
Bjs
Cláudia ( a filha )

Enviar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP