Hugo Cabret

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Hoje fomos ao cinema. Fomos ver Hugo. Há muito tempo que um filme não reunia tanto consenso cá por casa. Deleitámo-nos. Neste preciso momento, vejo os Óscares e  A Invenção de Hugo Cabret conta já com três. Confesso que estou a torcer. Aliás, estamos todos, mesmo os que dormem mandataram-me para torcer em nome deles. O nosso favorito é... Hugo, pois claro.


Para isto, muito contribuiu  a  experiência fabulosa que fiz com o meu filho. Decidimos ler o livro antes de ver  o filme. E foi incrível porque  A Invenção de Hugo Cabret  é um daqueles livros que sei que ele não vai esquecer nunca.. É simplesmente fabuloso. Aí vão quatro...óscares, claro.


Devorámo-lo. Havia Hugo pela casa toda. Todos os bocadinhos livres eram aproveitados para avançar mais umas quantas páginas.


Queríamos urgentemente ver o filme. À medida que o fim do livro se aproximava, maior era a curiosidade em saber como teria Scorsese adaptado esta fantástica obra ao cinema.


O livro é genial. A preto e branco, a história vai sendo contada por palavras e imagens. Absolutamente fabulosas, estas conferem-nos uma dimensão única de toda a envolvência da história, passada numa estação de comboios em Paris. E já soma cinco...



Era grande a expectativa do rapaz. Afinal foi o primeiro "grande" livro da sua vida, 543 páginas. E saiu do cinema absolutamente maravilhado, como se durante duas horas estivesse estado num outro mundo.  No mundo de Hugo Cabret. Porque é isso que fazemos, uma extraordinária viagem em que ficamos a conhecer todos os recônditos recantos daquela estação. E em que nos sentimos a participar da homenagem a  um dos principais pioneiros do cinema, Georges Méliès.

Martin Scorsese é brilhante e o resultado final da sua adaptação ao cinema do livro de Selznick é perfeita. Imperdível. Vejam o filme, mas não deixem de ler o livro. É uma excelente oportunidade para as crianças se apaixonarem pela leitura.
São quatro horas da manhã e a alvorada é às sete... Vou-me deitar. Scorsese não ganhou o óscar mas nós ganhámos um grande filme!

2 comentários:

Joana Clara 2 de março de 2012 às 17:41  

Olá Chá de Sintra,

Tornei-me fã deste cantinho. É tão mágico e doce! Sou apaixonada pela mística e feérica Sintra. Moro nas redondezas e sempre que posso, passeio por lá e aproveito para beber um chá num salão acolhedor.

Os meus olhos brilharam quando vi este texto e as maravilhosas imagens do livro "A Invenção de Hugo Cabret". É tão bonito ler aqui que a leitura da obra foi feita em conjunto com o seu filho. Uma das maiores dádivas que se pode dar a uma criança é a descoberta da melodia das palavras.

Aproveito para apresentar o meu pequeno mundo. É acarinhado com os momentos mágicos da minha vida e polvilhado com pozinhos de encantar. Falei recentemente desse pequeno tesouro da literatura. Espero que goste! Seria uma honra poder ter a sua visita. Fico tão feliz quando o meu número de seguidores cresce:
http://ascavalitasdovento.blogspot.com/2012/02/o-que-o-coracao-sente.html

Um grande beijinho *

Marias+Anas 10 de março de 2012 às 19:01  

Bem vinda e obrigada pelos doces comentários. A visita está, desde já, prometida.

Enviar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP